Sporting Forever

Provavelmente você já ouviu as pessoas usarem o termo “fumaça de vape”? E, caso você seja um usuário do vape, sabe bem que não existe isso.

Acontece que, por ser uma moda ainda em difusão, principalmente quando consideramos apenas o Brasil, muitas pessoas desconhecem os termos e características próprias do vape.

Mas, você sabe qual é a diferença entre o vapor e a fumaça do cigarro tradicional? Quer entender? Então, continue lendo e confira mais sobre essa importante característica do mundo do vape.

Boa leitura!

O que este artigo aborda:

Vape: Qual a diferença entre vapor e a fumaça do cigarro tradicional?
Vape: Qual a diferença entre vapor e a fumaça do cigarro tradicional?
Pin It

Foto: Pexels

Entendendo o tema: vapor x fumaça do cigarro tradicional

Embora o tema possa confundir até mesmo quem já iniciou no mundo do vape, o fato é que vapor e fumaça do cigarro tradicional não têm quase nada em comum, exceto por uma aparência visual similar e (na maioria dos casos) a presença de nicotina.

Quando você fuma um cigarro tradicional, por exemplo, a fumaça criada é o resultado da combustão, ou a queima do próprio cigarro e dos materiais que ele contém. Basicamente, a fumaça é feita de partículas visíveis de carbono, a substância que você está queimando, e outros subprodutos da combustão. Em outras palavras, queimar algo cria uma variedade de substâncias, e muitas delas são extremamente prejudiciais ao inalar.

O vaping é diferente porque quando você vaporiza uma substância, como e-líquido, alterando o seu estado. Ou seja, o vapor gerado conterá as mesmas moléculas que a substância pré-vaporizada.

Basicamente, o “vapor” produzido quando você utiliza o cigarro eletrônico não é uma fumaça, mas sim um aerossol. Este aerossol é uma suspensão de partículas finas do suco de vape que permanecem no ar por apenas em um curto período de tempo e depois caem no chão.

Como as partículas são líquidas e não sólidas, como aquelas encontradas na fumaça do cigarro, elas não carregam os mesmos riscos quando inaladas.

A questão é que a comunidade vape, e até mesmo pessoas que não utilizam o produto, já adotaram a “fumaça” que sai do dispositivo como “vapor”, em vez do mais preciso que é “aerossol”.

Dessa forma, é mais fácil para que outros se confundam e até mesmo achem que o “vapor” é a mesma coisa da fumaça que sai do cigarro tradicional.

Principais diferenças entre fumaça e vapor

Como mencionado no tópico anterior, acender um cigarro produz fumaça, enquanto o uso do e-juice produz vapor. Para ficar mais claro, vamos dar uma olhada nas maneiras específicas pelas quais essas duas substâncias são diferentes uma da outra.

Composições diferentes 

Novamente, a única coisa que a fumaça do cigarro tradicional e o vapor têm em comum quando se trata de sua composição é a nicotina.

A fumaça do cigarro padrão contém milhares de produtos químicos, muitos dos quais são cancerígenos conhecidos e muitos outros prejudiciais à inalação. Por outro lado, tudo o que é encontrado no e-líquido – e seu vapor – apresenta mais segurança em termos de ingestão. 

Sabores e persistência de odores

O odor associado à fumaça do cigarro tradicional permanece em uma sala por longos períodos de tempo, algo que chega a incomodar até mesmo a outros fumantes.

Por outro lado, com o cigarro eletrônico, o vapor se dissipa quase imediatamente, assim como seu aroma (que é agradável em primeiro lugar, ao contrário da fumaça). Ou seja, ao fumar um cigarro em uma sala fechada, você ainda poderá sentir o cheiro dele por horas ou até por dias, o que não acontece com cigarros eletrônicos.

Além disso, o vape apresenta uma quantidade quase infinita de sabores, permitindo que você tenha experiência completamente agradável ao utilizar o produto.

Resíduos em móveis e paredes

Fumar dentro de um quarto, casa ou veículo ao longo do tempo fará com que paredes, móveis e outros materiais fiquem manchados de amarelo. Isso é por causa do alcatrão – uma substância pegajosa e resinosa que ajuda a criar o resíduo desagradável que a fumaça do cigarro tradicional deixa para trás.

Outro ponto é que a fumaça também contém outros subprodutos da combustão que contribuem para essa coloração, como o monóxido de carbono. Um cenário, por exemplo, que o usuário de vape não precisa se preocupar.

Enfim, ainda que haja uma similaridade, o vape e a fumaça do cigarro tradicional são fatores completamente diferentes. Com este post, esperamos que você tenha conseguido tirar as principais dúvidas sobre o assunto. Para saber mais curiosidades e informações sobre o mundo do vape, acesse o site.

Este artigo foi útil?

Agradeçemos o seu feedback.

Redação Sporting Forever

A equipe de redação do Sporting Forever é formada por diversos profissionais da área do esporte. Temos como objetivo levar o melhor conteúdo até você.

1

Pode ser do seu interesse